quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Deus tem escolhas loucas


“As escolhas do Eterno confundem os homens. Afinal, quem gostaria de estar em meio aos conflitos de Darfur podendo passear calmamente pela ensolarada Miami? Quem escolheria amparar doentes terminais nas UTIs de países subdesenvolvidos, podendo passear elegantemente pelos esplendorosos e espelhados corredores de Versalhes?
Quem tomaria sopa com sem-tetos levando a eles o Santo Evangelho,  podendo gastar alguns milhares de dólares em algum jantar no Fasano,em meio à gargalhadas despropositadas?
Quem escolheria cavar poços em meio ao árido calor do Nordeste para saciar a sede de um povo sofrido, podendo desfrutar do frescor tropical de uma das praias caribenhas?
Quem trocaria a atraente vaidade das coisas passageiras para ficar ao lado do pobre, do sujo, do discriminado, do prisioneiro, do oprimido, do doente, enfim, da viúva e do órfão?
A resposta: Deus.
 Deus é esse amigo de sempre, de todas as situações, de todos os homens e mulheres,de todos os humanos. Essas são as loucas escolhas de Deus. Escolhas que quebram protocolos e convenções sociais, buscando alcançar o centro do coração dos homens, trazendo paz e amor aos seus filhos feridos, peregrinos neste Reino da Terra”.

Sábios questionamentos hem?
Para mim, a maior loucura é a Mensagem da Cruz. Loucura para os que perecem, mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a sabedoria o entendimento dos entendidos.

Nós, no entanto, pregamos a Cristo Crucificado, que é escândalo para os religiosos judeus ou não, e loucura para os gregos e também para os que se presumem racionais. Pensa comigo: Um Deus ser crucificado, daquela forma tão severa, desgraçada, existe maior loucura? Pensa a reação dos que esperavam o Rei “Literal”? Deus escolheu as coisas loucas do mundo para confundir os sábios; e Deus escolheu as coisas fracas do mundo para confundir as fortes; e Deus escolheu as coisas sem nobreza do mundo, e as desprezadas, e as que não são, para reduzir a nada as que são. E por que?
Ora, para que nenhum mortal se glorie na presença de Deus!

Vejo que a fé não é de todos. Pois nem todos conseguem se entregar por inteiro a essa Loucura que se torna sabedoria exclusivamente pela fé.
E alguém pergunta: Por que é assim?
A resposta de Deus não atende às demandas das crenças religiosas (que precisam sempre se auto-justificar), e nem socorre aos caprichos do racionalismo, (que pretende sempre explicar).
Pois que está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor!
Assim, que toda boca se cale. Que se faça silêncio. E que quem quer que deseje se gloriar, glorie-se de não ter do que se gloriar. Antes exalte com gratidão ao Deus que a ele se revelou em Graça. Nossa, isso é um assunto para muitas páginas e muitas abordagens a outros temas que consequentemente terminam nesse. Adoro a Mensagem Louca da Cruz!!

J. Gonçalves, 19 de Novembro de 2012