sexta-feira, 21 de junho de 2013

Vamos cantar juntos o Hino Nacional, a lágrima é verdadeira!!

Dia 20 de junho de 2013. São em média 130 cidades em plena manifestação. Rio de Janeiro conta com 750 mil pessoas com aumento a cada hora. Estimativa final de um milhão.
Momento tão esperado pelos sonhadores Brasileiros. 
Sonhos de pais para que seus filhos tenham um futuro digno. 
Brasileiros em massa em muitas partes do país. 
Chegou a hora! Chegou o momento. 
Emociono-me em pensar na situação na qual todos se submeteram em amor a própria terra. A adrenalina sobe. O coração bombeia o sangue em ritmo intenso. A alma vibra de emoção. O ânimo e esperança que aja mudanças fazem o corpo se arrepiar. 

Chuva e frio não impedem a meta. O governo rouba de seu povo em tempo qualquer, então não é a chuva que fará o povo fugir nesse momento de despertamento. 
Objetivos de tudo isso: 
VIDA DIGNA. ACESSIBILIDADE A CONDIÇÕES BÁSICAS PARA O SER HUMANO. 
É isso mesmo. Fome, desigualdade a níveis gigantescos. Inversão de valores. Falta de amor. Nosso Brasil é movido por esses aspectos todos. Há alguns anos isso acontece. O célebre Renato Russo, o inspirador Cazuza e muitos outros já citavam em suas canções todas as desordens sociais ao qual na época também se estava inserido. 
Hoje o número de Renato’s e Cazuza’s cresceu. A essência dos famosos líderes Revolucionários Brasileiros está impregnada em nossa juventude. 
A “Ordem e o Progresso” resolveram acordar e ver a quantas anda seu ideal. E mais incrível é a maneira pacífica (por enquanto) na qual o povo está colocando e impondo seus objetivos. 
Uma imagem incrível vi ontem. Um jovem com a bandeira do Brasil e uma bandeira branca, e muitos policiais militares ao seu redor. Um deles dispara spray de pimenta em seus olhos. O jovem permanece imóvel em frente a eles, sem deixar-se abalar. 
Esse é o verdadeiro Brasil. Cara limpa, coração puro, vontade de viver, ânimo de vencer. 
Não é preciso esconder o rosto, não é preciso esconder-se em capas negras. 
Simplesmente tomar um postura de realidade. 
O mundo caminha para a desvalorização generalizada. O Brasil já vivia nesse ambiente ostentador há alguns anos. Chegar ao ponto de não ter em quem votar mesmo tendo inúmeros candidatos é lamentável. 
E por quê não votou? Por quê mesmo havendo tantas pessoas com “propósitos”, não havia ninguém. Entendem? Não havia ninguém. 
Chegar a pensar em não ter filhos justamente para “livrá-lo” dos sofrimentos que o povo passa é um absurdo. Essa é a realidade. Já pensei isso, e muitos amigos também assim fazem. 
Vejo uma força incrível de mente e coração sendo demonstrada nessas manifestações. Jovens inteligentes e com propósitos humanistas. Estudantes, pais de família, sonhadores, identidades desconhecidas.

Chega de dizer que somos patriotas somente em Copa do Mundo.. É só em época de Copa do Mundo que o Brasil inteiro se pinta de verde e amarelo. Durante um mês, o país para suas atividades para torcer pela seleção e cantar o orgulho nacional. Todos os outros assuntos, de saúde a política, perdem a importância diante do futebol. Não acredito em nenhum momento cívico criado pela Copa do Mundo. Abomino totalmete esse amor "exigente" momentâneamente e amplificado pelas "massas de torcedores".
Brasileiro genuíno ama e sonha todos dias com a melhora de nosso chão.
Brancos, Índios, Negros, somos o Brasil.
Com orgulho os 365 dias do ano!!

Amanhã estarei entre esses. (BC).
Amanhã cubro com a bandeira da esperança, nas cores verde e amarelo, meu amado patriotismo e vou andar junto aos pacificadores sonhadores da nação, junto ao povo heróico, bravo, retumbante. Esse é o momento, e ninguém pode perder essa oportunidade. 
Somos jovens, somos fortes e queremos viver deitados eternamente em berço esplêndido, ao som do mar e a luz do céu profundo. 
Não queremos aquilo que não é nosso. Queremos aquilo que nos foi dado e aos poucos foi retirado sem percebermos – A paz! 
A paz de saber que há escolas, a paz de saber que há hospitais que comportam a necessidade da sociedade, a paz de saber que nossa vida está preservada e vívida em meio a uma nação feliz e merecedora depaz. 
Essa é a hora, esse é o momento. 
Estou junto, estarei ajudando, e com certeza ponho a cara a bater em favor a essas manifestações que acontecem a mais de uma semana! Que tudo isso se prolongue e se intensifique até o objetivo ser conquistado. A conquista pela paz de alma e espírito. 
Vamos cantar juntos o hino Nacional, a lágrima é verdadeira...
Júlio Gonçalves, 21 de junho de 2013