sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Coração Gelado

A partir de agora vou dedicar minha vida a cuidar de cachorros, ler livros, assistir filmes e tomar café. Investir nas pessoas só da prejuízo.

— Gabriel Oliveira.  
A primeira vez que li, achei tão interessante que dei um like. Depois, li de novo e desisti de gostar, pois não concordo. Apesar de gostar muito de animais, gosto muito mais do ser humano. Com todas as suas complicações, complexidades e erros conscientes, são preciosos demais. Meu cachorro é um mimo e me ensina grandes lições. Quando me vê, pula desesperadamente, seu coração descompassado quase sai pela boca entre os latidos, ele abraça minhas pernas com as patinhas e eu estou com frequência cheia de arranhões e mordidas. Sim, o amor dói. O amor do meu cachorro me causa alguns ferimentos, mas ainda assim é amor. O amor de alguns seres humanos já me feriram bem mais... Então abro um grande sorriso e enquanto brinco com ele começo a refletir sobre como aquela coisinha pequena depende de mim e me perco ao perceber que com a correria cotidiana não tenho tempo para ele, contudo me reencontro ao perceber que um dia vivi a mesma experiência. Tão pequena e dependente de um ser humano que muitas vezes não tinha tempo pra mim, minha heroína estrava preparando meu futuro... O amor humano me encanta.
O amor humano me encanta tanto quanto os livros. Ahhhh - os livros, tão apaixonantes, com seu poder extraordinário de nos levar a outra dimensão, construir estruturas internas novas e grandiosas. Aquele cheiro das páginas tão viciante quanto cafeína. Diga-se de passagem, fazem uma dupla e tanto: um bom livro e uma xícara de café, são companhia valiosa. Porém ainda não os deixo substituir uma pessoa... Cheia de suas aventuras, seus dramas e sonhos, risos e lágrimas. Há pessoas que são verdadeiros livros a serem lidos e nos cativam tanto quanto as melhores obras literárias, e nos viciam de tal forma que se tornam a causa das insônias tal como três litros de café de madrugada. E vivemos scripts Hollywoodianos, cada segundo é épico e você se encontra in love. Seja por atração física ou por conexão mental... O tempo passa, o encanto acaba e mais uma vez você se decepciona, com pessoas, com atitudes, com conflitos existenciais e de repente, volta a desejar os cachorros, os livros, filmes e cafés.
Quando investimos em alguém, os prejuízos vêm. E em alguns momentos, vêm com toda a força e te empurram de um penhasco e você fica lá tentando juntar os pedaços, só que o mundo não pára pra você se concertar.
Bem vindo ao que chamamos que auge, ponto exato de ser quem você precisará ser um dia. Se você não estiver disposto a sofrer todas as dores causadas pelos humanos egoístas, frágeis, que não sabem ser leais e sempre acabam falhando... Você nunca estará pronto para ser diferente dessa raça que desprezou, pois somos condicionados a repetir os comportamentos que nos afetam. Você desiste de sofrer prejuízos causados por um dia ter investido nos humanos, esquecendo que os melhores investimentos, um dia foram considerados falidos.
Não há momento em que não estejamos em risco de sermos feridos pelas decepções. Mas é justamente o sofrer que nos faz ser fortes. E se investirmos nos seres humanos poderemos lapidá-los e com cuidado, descobrir diamantes onde antes tudo parecia carvão. Sem medo e sem receios, aprenda a investir em pessoas! Elas são muito preciosas e o que você faz por alguém pode construir pontes destruídas por aqueles que já foram feridos um dia. Esteja disposto a ser fiel aos seus sentimentos em um mundo de covardes insanos.